Engenheiro e Arquiteto: diferenças e encontros

O motivo da confusão

Muitas pessoas ficam em dúvida se contratam um engenheiro civil, um arquiteto ou ambos quando desejam um projeto, ou até mesmo construir um imóvel. Ainda há quem não sabe qual dos cursos é mais voltado para suas habilidades e vontades. E essa confusão não existe sem motivo.

Tanto o engenheiro civil quanto o arquiteto podem desempenhar um papel semelhante, principalmente quando se trata da construção civil. Os dois profissionais podem projetar e construir edificações, fazendo com que muitos pensem que são mais do mesmo. Porém não é assim que funciona, cada um foca em um aspecto diferente da edificação e por isso os dois andam lado a lado, então contratando um você não descarta o outro necessariamente.

Um fator que contribuía para a desorientação, é que as duas profissões eram credenciadas pelo CREA (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia). Porém, a partir de 2011 os arquitetos e urbanistas passaram a se inscrever no CAU (Conselho de Arquitetura e Urbanismo), criado em 2010 pela Lei 12.378, como pode conferir no site do CREA-PE.

Papéis do Engenheiro e do Arquiteto na Construção Civil

O arquiteto trabalha principalmente com o planejamento de ambientes, solucionando problemas estéticos e funcionais dos espaços, tornando cada cômodo agradável aos olhos, útil e ao mesmo tempo confortável. Questões como iluminação e ventilação  também são fundamentais. Para isso precisa de habilidades artísticas e culturais, conhecimento em exatas, além de, talvez a aptidão mais essencial, interpretar e projetar de acordo com a vontade do cliente de forma criativa.

engenheiro e arquiteto
Arquiteta planejando ambientes.

Já o engenheiro civil é responsável pelos cálculos, buscando as soluções para implantação dos projetos arquitetônicos, de modo que as edificações sejam seguras, resistentes e duráveis. Também realiza os projetos dos elementos estruturais, elétricos e sanitários, analisando as necessidades, incluindo os fatores externos, como solo e clima. Normalmente é o engenheiro que gerencia as obras, cuidando da organização e andamento da mesma. Por esse motivo, a formação de engenharia civil exige conhecimentos matemáticos e de exatas, gestão de equipes e não deixa de aprender a atender fatores estéticos, funcionais e de conforto para uma edificação.

Outras aplicações

A construção civil é apenas uma fração do trabalho, ambas profissões possuem outras vastas áreas de atuação. Determinadas atividades fogem do senso comum, e saber quais são podem esclarecer quem chamar em determinadas situações.

Alguns projetos que um arquiteto realiza são de:

  • Paisagismo: no qual foca mais em ambientes externos, como jardins e praças;
  • Urbanismo: planejando a organização das cidades de acordo com seu desenvolvimento;
  • Restauração de edifícios: idealiza um modo de recuperar construções antigas e danificadas, mantendo a essência cultural inicial, sendo várias vezes patrimônios históricos;
  • Acompanhamento de obras: administra o andamento da obra.
Engenheira planejando barragem.

Enquanto um engenheiro civil também executa projetos de:

  • Saneamento: trata das redes de captação e distribuição de água, assim como do tratamento de esgoto;
  • Recursos hídricos: encarrega-se de barragens, reservatórios e canais;
  • Infraestrutura de transporte: responsável por planejar obras de rodovias, ferrovias, portos, entre outros;
  • Levantamentos topográficos: fazendo a análise da topografia dos terrenos.

Engenheiro e Arquiteto trabalhando juntos

Como visto, as duas profissões possuem diferenças e semelhanças, e elas fazem com que os dois muitas vezes trabalhem juntos. É inevitável que as duas carreiras se cruzem inúmeras vezes.

Em projetos de pequeno porte, é comum a contratação de apenas um dos profissionais, tanto o engenheiro civil, quanto o arquiteto possuem noções básicas das duas áreas, permitindo-os fazer os dois papéis quando não há nada complexo demais. Já em projetos maiores, a contratação de ambos é quase indispensável, uma vez que surgem situações mais complicadas e sensíveis, necessitando que cada um trabalhe de forma focada no que é especializado.

engenheiro e arquiteto
Engenheiro gerenciando a obra.

Por exemplo, enquanto o arquiteto idealiza uma residência de acordo com as necessidades práticas e vontades estéticas do cliente, o engenheiro fica responsável pela consolidação matemática e gerenciamento da obra.

Engenharia e Arquitetura no meio ambiente

Fachada verde de edifício residencial moderno.

Apesar de possuírem maior domínio sobre assuntos diferentes, atualmente, tanto o engenheiro civil, quanto o arquiteto, precisam de um olhar afiado para questões ecológicas e ambientais. Sendo a indústria da construção civil responsável por muitos resíduos, aqueles que conseguem inovar sendo mais eficientes e se preocupando com a natureza, com certeza são ótimos profissionais.

Essas demandas ambientais podem ser benéficas para você de vários modos. Além de quanto mais ecologicamente responsável o mundo for, mais saudável será viver nele, também pode te ajudar financeiramente.

Vários recursos podem ser utilizados durante a construção e após ela para que tudo saia mais econômico para o seu bolso e a natureza. Pode-se planejar a obra com sistemas construtivos sustentáveis (para saber mais clique aqui) ou até mesmo reutilizar a água de forma segura na sua residência (se ficou curioso clique aqui).

Sabendo disso tudo, fica mais fácil escolher qual dos cursos fazer ou quem contratar de acordo com a necessidade!

×

Powered by WhatsApp Chat

× Como posso te ajudar?