Casa e Qualidade de Vida

Neste blog, discutiremos a evolução das moradias através do tempo, a sua importância, cuidados que devemos ter com nosso lar, como a casa pode melhorar a qualidade de vida e o impacto do Home Office 2020.

Evolução através do tempo

Durante muitos anos o ser humano foi nômade. Após o desenvolvimento de técnicas de caça e cultivo agrícola, os seres humanos ficaram cada vez mais dependentes do trabalho coletivo, o sedentarismo foi surgindo e com ele, as suas primeiras cidades. Desse modo, há aproximadamente 5 mil anos surgia a Revolução Urbana – na região da antiga mesopotâmia, onde conhecemos atualmente pela região da Jordânia, Israel, Líbano e mais alguns países.

Transitando da Idade Antiga (4.000 a.C. – 476 d.C) para a Idade Média (476 – 1453), o modo de organização social e político da Idade Média ficou conhecido como Feudalismo. A economia era baseada no trabalho dos servos, agricultura de subsistência e escambo. Nessa época, o comércio era praticamente inexistente.

Da idade média ao contemporâneo

Durante a Idade Média haviam 3 classes, o clero, a nobreza e os servos e camponeses. O clero era formado por autoridades religiosas, a nobreza era constituída por senhores feudais e os servos e camponeses o restante da população. Os membros do clero, normalmente, moravam em habitações religiosas, como mosteiros e conventos. Os nobres moravam em castelos, ostentando banquetes, empregados e diversas atividades de lazer como danças, festas e bailes. Já o restante do povo morava nos arredores dos castelos cultivando e trabalhando para o senhor feudal. 

Durante esse período, não havia uma diferenciação entre o ambiente de trabalho e residência para a população geral. Esta que, convivia, às vezes, em um mesmo cômodo com toda sua família e demais subordinados ao senhor feudal. Os banheiros eram o único cômodo que ficava separado dos outros – do lado externo – mas não havia rede de água e esgoto. Essa falta de higiene sucumbiu em diversas doenças, como a Peste Bubônica por exemplo.

A partir do século XI começou a registar-se o grande período da urbanização. Iniciou-se a concentração de serviços sociais, como igrejas, escolas e ruas compartilhadas por milhares de habitantes. As cidades medievais começaram a desenvolver questões comerciais e financeiras que caracterizam os grandes centros urbanos atuais.

Urbanização e Exôdo Rural

Nessa época, cerca de 90% da população vivia e trabalhava no campo, ocupando-se da agricultura. Com a urbanização e desenvolvimento das cidades o êxodo rural foi se tornando cada vez mais intenso, a ponto de invertermos esse quadro em relação à população urbana e rural. De acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2015, 84,72% da população brasileira vive em áreas urbanas.  Durante a Idade Moderna (1453 – 1789), as casas foram evoluindo em questão de estrutura, qualidade e higiene até a Idade Contemporânea ( 1789 – atual), na qual encontramos arranha-céus, grandes mansões e estruturas jamais vistas antes. Hoje em dia, evoluímos tanto em questões habitacionais que buscamos por soluções cada vez mais eficientes, com compromissos ambientais, matérias-primas renováveis e vasta possibilidade de escolha – tamanho, proximidade dos centros comerciais e trabalho, conforto – entre as habitações.

Quer saber mais sobre a engenharia durante a história? Então clica aqui e confere esse blog!

Importância da casa para nós  

Depois de um dia exaustivo de trabalho, ou ao término de uma festa tudo o que queremos é a nossa casa! É o nosso refúgio, nossa proteção, sem ela nos sentimos desamparados e largados no mundo. A importância da moradia vai muito além dessa ideia de amparo, pode parecer duvidoso, mas ela está atrelada a qualidade de vida. Pouco se discute sobre o quão fundamental é colocarmos esforços – sejam eles físicos, financeiros ou mentais – para obter a casa ideal, porém esse assunto é indispensável.

Passamos a maior parte do tempo em casa, consequentemente, viver em um ambiente que não te faz bem só irá acarretar em situações negativas – que refletirão na saúde física e mental. Ela traz a ideia de união como algo concreto, é um único ambiente capaz de reunir uma família e mantê-la mais próxima. Além disso, a casa representa segurança, seja por não ficar na rua até tarde com medo de algum mal ou simplesmente por sentir-se protegido em um local privado. 

Cuidados que devemos ter com ela

Desde a parte de projetos de uma casa, existem vários cuidados que devem ser levados em conta para buscar o maior conforto e qualidade de vida em sua residência. Entre eles, podemos levar em conta a possibilidade de utilizar soluções sustentáveis e eficientes, proporcionando economia no longo prazo e valorização do imóvel. Também a utilização de paredes duplas na face sul – para casas no Paraná, por exemplo –  buscando conservar a parede interior seca e sem humidade. Alguns cuidados econômico-sustentáveis, como a proximidade do aquecedor à gás em relação aos chuveiros – evitando desperdícios de água e dinheiro. Vamos comentar algumas alternativas para maior conforto em uma residência:

Facilidade e Praticidade na Limpeza 

Para que a higiene dos cômodos possa ser feita com maior agilidade e simplicidade, é crucial a alocação de pontos de tomada e torneiras em locais estratégicos que facilitem a limpeza. Além disso, buscar a utilização de soluções, como o de aspiração central – um sistema de tubulações de PVC no forro e nas paredes da casa, que está conectado a uma central de aspiração onde a sujeira fica armazenada.

Foto profissional grátis de apartamento, bela casa, casa

Conforto termoacústico 

Este tipo de conforto está diretamente ligado à satisfação em relação à temperatura no ambiente, em grande parte devido à radiação solar e correntes de ar. Além disso, também está relacionado à ausência de poluição sonora nos ambientes. Para tal, podemos contar com soluções como lareiras, vidros-duplos, pisos-aquecidos, sistemas de ar-condicionado e muito mais.

Conforto visual 

Pensar na disposição de móveis, escolha de materiais, cores e texturas, escolha de lâmpadas e luminárias e entrada de luz natural. Isso envolve um importante trabalho arquitetônico, de design de interiores e paisagismo para promover a produtividade, bem-estar, organização e satisfação visual.

Foto profissional grátis de acolhedor, aconchegante, andar

Segurança e Privacidade 

Desde a segurança estrutural, prevenção de incêndios na rede elétrica e até arquitetura planejada para privacidade dos moradores devem estar contemplados em um projeto de construção de uma residência.

Como a casa pode melhorar a qualidade de vida 

Pensando nesses pontos – em todos os cuidados que devemos ter com nossa residência -, caso sejam trabalhados de maneira correta, todas essas alternativas são catalisadores para o bem-estar e o aumento da autoestima dos residentes. Essas alternativas atingem diversos pilares da qualidade de vida estipulados pelo Portal Namu – uma plataforma de cursos online de saúde e bem estar – como os relacionamentos sociais, equilíbrio mental e qualidade de sono.

De antemão, vemos isso em um ambiente aconchegante para receber visitas, auxiliando na manutenção de uma relação saudável com colegas de trabalho, amigos e familiares. Sem contar com a ausência de poluição visual e sonora – promovendo um ambiente silencioso com temperatura agradável, beneficiando a saúde do sono.

Home Office 2020

Nesse último ano a nossa casa passou a ser o único lugar que frequentamos. Deixamos de ir a festas, ao ambiente onde trabalhamos e até mesmo na casa de nossos amigos e parentes. Nossa cozinha virou um restaurante diferente a cada semana, a sala nosso cinema, o escritório nosso trabalho e o quarto é a área de descanso e lazer. 

Do mesmo modo, 2020 foi o ano em que percebemos a importância de uma moradia de qualidade. O Home Office permitiu que voltássemos o nosso olhar para as necessidades básicas do cotidiano e de qualidade de vida em nossas residências.

O polêmico sucesso do home office já está trazendo transformações no modelo de trabalho de grandes empresas, como a Facebook, que planeja adotar o home office permanente para seus funcionários. Já aqui no Brasil, um estudo realizado pela consultoria Cushman & Wakefield aponta que 73,8% das empresas pretendem instituir o home office como prática definitiva no Brasil após a pandemia do COVID-19. A pesquisa envolveu 122 multinacionais atuantes no país e foi veiculado pela revista Exame.

Portanto, torna-se cada vez mais necessário a busca pela maior qualidade de vida em nossas residências. Desde a ideia inicial de uma casa, o planejamento e a elaboração dos projetos devem ser trabalhados para aumentar o conforto térmico, acústico, visual, a praticidade na limpeza, a segurança e a privacidade. Tal planejamento tem como consequência a valorização imobiliária, interligada com projetos hidrossanitários mais eficientes, projetos elétricos com instalações seguras, design de interiores garantindo uma boa disponibilização dos móveis e decoração que proporcione conforto visual. Quando devidamente trabalhados, esses pontos promovem economias no longo prazo e engrandecem o imóvel por sua inteligência e tecnologia. Consequentemente, aumentam e aprimoram nossa qualidade de vida.

E de bônus, fique com 5 dicas para aumentar a sua produtividade no home office.

5 dicas para aumentar a sua produtividade no home office: 

  1. Crie um ambiente de trabalho;
  2. Ligue a câmera nas reuniões online e interaja com os outros membros da empresa;
  3. Comunique os demais moradores da sua casa sobre seu horário de trabalho;
  4. Faça exercícios físicos regularmente;
  5. Compartilhe conhecimento e dicas de home office com sua equipe.

Ficou interessado(a) em construir a casa dos seus sonhos buscando o maior conforto e qualidade de vida? Entre em contato conosco para tirar seus sonhos do papel!

× Como posso te ajudar?