Energia Solar

O que é?

A energia solar é a energia fornecida pelo sol em forma de luz e calor. Por meio de tecnologias ela pode ser convertida em energia elétrica, sendo uma fonte de energia limpa, renovável e sustentável. 

Como pode ser utilizada?

A energia proveniente das placas fotovoltaicas é transformada em energia elétrica, então pode ser utilizada nas residências em eletrodomésticos, luzes, etc. 

Como funciona?

A energia solar é captada por meio de painéis fotovoltaicos que são instalados geralmente no telhado das edificações, pois quanto mais luz incidente maior será a geração de energia.

Os painéis fotovoltaicos são feitos de um material semicondutor, geralmente o silício, que quando exposto à luz absorve os fótons (partículas de energia), que colidem com os átomos do silício, provocando o deslocamento de elétrons que geram  a corrente elétrica. Essa corrente sai dos painéis na forma de corrente contínua, então ela é encaminhada até os inversores que vão transformá-la em corrente alternada, que é o tipo de corrente utilizadas nas redes elétricas.

Depois disso a energia está pronta para ser enviada aos circuitos internos da residência. A energia proveniente das placas será implementada nos circuitos já existentes, assim os circuitos poderão ser abastecidos tanto  com energia da companhia quanto as dos painéis, já que a produção das placas depende da incidência solar.

Nos dias ensolarados e com poucas nuvens a geração de energia será máxima e caso não seja consumida, há duas opções para os proprietários: instalar uma bateria que armazena o excedente, ou encaminhar para companhia de energia que converterá energia em créditos que depois poderão ser convertida novamente em energia para a residência.

Durante a noite a produção de energia é interrompida, então a energia consumida vem da rede. Quando amanhece a produção já começa, porém com uma intensidade mais reduzida assim como nos dias nublados.

Potencial (diferencial)

A energia fotovoltaica, é considerada uma energia limpa, pois não libera resíduos e gases poluentes durante o processo de produção de energia. Além disso a sua “matéria prima” tem uma fonte inesgotável do ponto de vista humano, já que utiliza somente a luz solar, não gerando impactos ambientais e econômicos durante a produção de energia. Além disso, com a utilização dos painéis a conta de luz irá diminuir ou até mesmo deixará de existir, pois o custo dessa tecnologia está somente na aquisição das placas. A cada mês haverá uma economia na conta de luz, que com o passar do tempo superará o investimento inicial e passará a ser convertido em lucro. Existe uma fórmula que simula o tempo necessário até que o investimento seja lucrativo, ela leva em conta o investimento, a energia gerada pelos painéis e o valor da tarifa da conta de energia. Lembrando que os painéis solares são um investimento a longo prazo, no início haverá o investimento, porém já no primeiro mês será notável a diminuição na conta de luz.

PAYBACK (meses) = Investimento (R$) / Energia gerada (kWh/mes) x Valor da tarifa

Esse valor varia muito, pois depende da região onde ele será instalado que pode ter mais ou menos incidência de sol. A ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) estimou em  6,6 anos o tempo médio para o retorno do investimento, sendo que a vida útil média das placas gira em torno de 25 anos, assim os 18,4 anos restantes serão lucrativos, já que praticamente não haverá conta de energia.

Para saber mais sobre o investimento necessário e o tempo para o retorno do investimento leia nossa publicação Investir em Painel Solar.

Como aproveitar ao máximo?

Para o aproveitamento máximo da energia, o painéis devem estar posicionados na parte da residência onde haja mais incidência da luz solar, para que a geração de energia seja mais intensa. Como o Brasil está localizado no hemisfério Sul, geralmente para um melhor aproveitamento as placas devem estar direcionadas para o Norte, assim a incidência será maior.

Para isso, a melhor escolha é fazer um projeto elétrico que contemple a implementação das placas, assim seu projeto será sustentável, seguro e econômico.

            Vantagens

  • E uma energia sustentável, então além de benefícios para o seu imóvel os painéis não emitem poluição e durante a geração de energia não são utilizados outros recursos finitos.
  • Instalação rápida e fácil, pois ela será conectada ao circuito elétrico já existente.
  • Não exige manutenção, é apenas necessário uma lavagem das placas a cada 6 meses aproximadamente.
  • Tem uma longa vida útil, aproximadamente 25 anos. 

Desvantagens

Também existem alguns pontos negativos que devem ser analisados antes da implementação das placas, vale a pena ponderar e avaliar a viabilidade.

  • A variação da produção depende do horário e da incidência solar. Algumas regiões tem um potencial maior que outras por possuírem períodos maiores com luz solar intensa. 
  • O preço dos painéis ainda são bem elevados, por isso deve ser feito um planejamento inicial para se preparar para economicamente para o investimento inicial.

Quer aliar sustentabilidade à economia em seu projeto? Faça um orçamento com o nosso pacote sustentável!

×

Powered by WhatsApp Chat

× Como posso te ajudar?